NAMM 2016 logo o futuro é mac icon

As novidades do NAMM Show 2016

Desde 1901 que todos os anos, em Janeiro, a cidade de Anaheim na Califórnia recebe a exposição da National Association of Music Merchants (NAMM) e este ano não foi diferente. Decorreu nos dias 21 a 24 com múltiplas empresas a apresentar as novidades de vanguarda das suas linhas, dos quais destacámos alguns produtos de interesse.

namm show 2016 o futuro é mac

Começamos pelo novo leitor de vinil da Akai Pro, o BT-500. Este leitor destinado aos audiófilos, para além da transmissão de música pelas vias analógicas, também dispõe de tecnologia bluetooth para streaming de música sem fios e uma entrada USB para ligar ao computador e assim converter  em formato digital aqueles velhos discos que ficaram gravados na memória. Estará disponivel a partir do segundo trimestre por €399,00Akai Pro BT500 Turntable o futuro é mac

A Roland também anunciou um modelo bluetooth inspirado no seu modelo Jazz Chorus, o JC-01, com a promessa deste possuir um som nítido e natural associado a um design resistente que aguentará anos de uso diário. Para além do streaming sem fios nesta coluna stereo, dispõe também de um input de jack de aúdio e de atendimento de chamadas para mãos livres e equalização de 3 bandas. Tudo isto é alimentado por uma bateria recarregável e estará disponível a partir de Fevereiro por €225.

roland jc-01 bluetooth speaker o futuro é mac

Já a Yamaha trouxe o bluetooth para os estúdios de produção com introdução da dongle USB BT01 e o receptores/transmissores MIDI MD-BT01 permitindo a comunicação wireless de entre instrumentos/controladores e o computador ou tablet. Estes adaptadores são compatíveis com sistemas iOS 9.2 ou mais recentes e Mac OS X Yosemite. Bastará selecionar os aparelhos MIDI na app e estarão prontos a usar como se pode ver neste vídeo.

A iKMultimedia, conhecida pelos seus múltiplos aparelhos construídos para produção musical em ambiente iOS, apresentou os iLoud Micro Monitor denominando-os como “o mais pequeno sistema de monitorização estúdio do mundo”. Estas colunas amplificadas têm uma potência de 50 watts RMS, cada uma com um tweeter de 3/4 polegadas e um woofer de 3 polegadas em cone de papel, além de uma grande saída de baixos na frente. O par estará disponível pelo preço de €300, a partir do segundo trimestre de 2016.

iLoud Micro o futuro é mac

A Roli, a pedido de muitos clientes,  actualizou o seu muito característico Seaboard RISE 25 (teclado de 25 ‘keywaves‘) trazendo o Seabord RISE 49 para Anaheim. O teclado original já tinha um design suis generis que continua na versão de 49 notas. Com um preço de €1299, o Seabord 49 traz na caixa uma versão de 8 faixas do Bitwig Studio e uma cópia do sintetizador da Roli, o Equator, com mais de 100 novos presets. Além das 49 teclas ou ‘keywaves‘, como a empresa as denomina, o Seabord possui um input para pedal (jack 1/4 de polegada), porta USB 2.0 para MIDI out e energia, porta USB A para carregar periféricos, entrada 9-12 volts de 2 âmperes, compatibilidade MIDI via USB e Bluetooth e bateria interna com capacidade para tocar até 8 horas sem fios.

Seaboard rise 49 o futuro é mac

A Teenage Engineering, popularizada pelo seu instrumento MIDI – o OP-1 – no vídeo do Swedish House Mafia “One (My Name)“, lançou o OP-Z, um sintetizador multitimbrico de 16 faixas wireless. O ‘pequeno monstro‘, como é chamado pela empresa, dispõe de parâmetros totalmente sequenciaveis, sintetização de vídeo e vários elementos que estão sujeitos a modificadores quanto ao tempo, o tom das notas e o ritmo do sequenceador, isto tudo associado à sua portabilidade e para além de funções wireless transmite informação MIDI em bluetooth. Apesar disto, não houve uma data ou preço anunciados mas têm a possibilidade de se inscrever numa mailing list para updates ou acompanhado-nos aqui n’O Futuro é Mac.

Teenage Engineering OP-Z o futuro é mac.jpg

A Korg também marcou presença com adição de dois controladores à gama nanoSeries, que já vem desde 2008 tendo já sido lançado uma segunda geração. Desta vez, a Korg voltou a fazer das suas e apresentou o nanoKey Studio e nanoKontrol Studio.
O primeiro, trata-se de um teclado de 25 teclas sensíveis à velocidadeque mais parecem pads das drum machines dos anos 80. Estas teclas são também iluminadas o que se torna-se útil quando se activa a função Scale Guide, iluminando as notas recomendadas de uma escala, facilitando a produção de melodias. Já a função Easy Scale permite criar fases musicais com qualquer tecla. Além das 25 teclas, há mais 8 pads por cima do teclado que associado à função Chord Scale que designa os melhores acordes com base nas teclas e escalas que escolhemos mas também há um touchpad tipo KAOSS e 8 potenciómetros de função designável.
O nanoKontrol Studio já é mais focado na mistura comparado com o nanoKey que foca-se na criação. Com 8 canais, dispomos de faders, potenciómetros e botões, além de controlos de transporte e uma jogwheel.
Ambos os equipamentos são compativeís com PC, Mac e iOS, sendo usados tanto por USB como por sem fios via Bluetooth 4.0 e estarão à venda por cerca de €150 estando o nanoKontrol disponível em Abril e o nanoKey em Maio, acompanhados por bundles de software e um de edição. No caso do nanoKontrol, este vem com um plugin de Control Surface para o GarageBand e o Logic Pro X.

nanoSeries Studio o futuro é mac

Deixar uma opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s