MADRID, SPAIN - SEPTEMBER 26:  A man shows his new iPhone outside Puerta del Sol Apple Store as Apple launches iPhone 6 and iPhone 6 Plus on September 26, 2014 in Madrid, Spain. Customers started to queue 20 hours prior to the opening of the store for the launch of Apple's new smartphones.  (Photo by Pablo Blazquez Dominguez/Getty Images)

Cellebrite pretende aceder a um iPhone 6

Cellebrite foi a empresa responsável pelo acesso ao iPhone de Farook, o principal suspeito do massacre de San Bernardino. Apesar do FBI dizer que não consegue aceder a modelos superiores ao 5S, a CNN sugere o contrário.

FBI o futuro é mac

A CNN relatou que a Cellebrite, a empresa responsável pelo desbloqueio do tão mediático iPhone de San Bernardino, está a ajudar Leonardo Febbretti.

Febbretti é um arquitecto italiano que recentemente perdeu o seu filho vítima de cancro, e que solicitou auxilio à Cellebrite para aceder às fotografias do iPhone do seu filho. A empresa prontificou-se para o ajudar gratuitamente neste pedido, mas a curiosidade deste assunto é que o seu filho possuía um iPhone que supostamente a empresa não tem capacidades para aceder, segundo as alegações do FBI.

A CNN reporta que a empresa tem um iPhone 6 para aceder, mas recentemente o próprio FBI disse que o acesso a estes dispositivos não era possível… como ficamos então?

Leonardo pediu auxilio à Cellebrite, após a própria Apple não ter conseguido aceder aos dados do iCloud do jovem falecido.

 

 

Deixar uma opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s