LG 38UC99 o futuro é mac tiago peixinho

LG 38UC99 – O primeiro passo dos monitores no USB-C

Desde que a Apple retirou os monitores externos Thunderbolt e lançou os iMacs com resoluções de 4K e 5K, a comunidade levantou rumores que iria ser introduzida um nova linha de monitores 5K. Até agora nada sai cá para fora, e mesmo com a expectativa de serem apresentados no dia 7, a LG tomou as rédeas ao anunciar na IFA 2016 em Berlim um modelo com protocolo de comunicação USB-C.

Corria o ano de 2015 e o mês era Março, altura em que a Apple introduziu o novo MacBook com apenas duas portas de input e output – jack áudio e, até à data uma estreia na marca, USB-C. Esta última interface acarreta muitas características e capacidades que a tornam uma mais valia para muitos. Contudo a reduzida quantidade de portas na qual apenas uma era a USB-C, levou muitos a investir e a carregar consigo uma infinidade de adaptadores e dongles. Apesar de algumas soluções engenhosas, a verdade é que para uma experiência completa para utilizador podia haver um constante uso da porta o que levaria a um desgaste prematuro. Outra consequência disto é que para a utilização de um monitor externo era obrigatório o recurso a estes ditos adaptadores.

LG 38UC99 photoshop o futuro é mac tiago peixinhoA LG viu este problema e a tendência crescente do USB-C, que depois associando às suas mais valias, anunciou perante o público que esteve presente na IFA 2016 um novo modelo de ecrã Ultra Wide – o 38U99. O que é que o diferenciava de outros tantos monitores no mercado? O recurso ao USB-C para a transmissão de dados.

Destacando como o primeiro monitor Ultra Wide a incluir uma porta USB Type-CTM, este é um 38″ (37,5″ na diagonal utilizáveis) curvo. Com uma perspectiva de 21:9, é IPS e Wide Quad High Definition (WQHD+) possuindo uma resolução máxima de 3840 x 1600 pixels e um espectro de cor sRGB de 99%.

Mas desenganem-se aqueles que pensarem que isto não passa de um simples ecrã. Recorrendo ao USB-C, o 38U99 consegue transmitir dados e conteúdos ao mesmo tempo que carregamos o nosso smartphone ou portátil, eliminando assim um possível ninho de ratos sobre a secretária.

Com uns simples cliques, somos capazes de deixá-lo à nossa medida com a possibilidade de armazenar as nossas preferências no que toca a opções de cor com o software de uso fácil ou então através das predefinições presentes no My Display Preset.

Onde há imagem, também há áudio e com ecrã não é diferente. Dentro da estrutura temos duas colunas Bluetooth de 10W com tecnologia de output de áudio Rich Bass que permite atingir as frequências dos 85Hz melhorando a experiência do utilizador com uma sonoridade mais enriquecida.

LG 38UC99 onscreen control o futuro é mac tiago peixinhoA LG incluiu ainda uma série de tecnologias para melhorar ainda mais a experiência do utilizador. O já referido software de Controlo – On-Screen Control – permite ajustar apenas com o rato parâmetros como volume, brilho, predefinições de imagem e outras tecnologias como Screen Split 2.0 e Dual Controller, pondo de parte a necessidade de colocar botões dedicados a isso na estrutura do monitor.

LG 38UC99 split screen o futuro é mac tiago peixinhoO Screen Split 2.0 permite ajustar o layout de apresentação de janelas, reajustando tamanhos e número de janelas com 14 opções que incluem 4 diferentes escolhas de picture-in-picture (PIP).

Outra tecnologia aplicada neste ecrã foi o FreeSync. Idealizado para jogo de ritmo frenético em alta resolução, o FreeSync praticamente elimina os sintomas mais comuns nestes jogos – Tearing e Stuttering. Muitas vezes estes acontecem como consequência da diferença entre a frame rate da placa gráfica e refresh rate do ecrã.
Ainda temos a 1ms Motion Blur Reduction, com a qual pretende-se minimizar subprodutos visuais de jogos que decorrem uma vez mais em ritmos muito rápidos, oferecendo ao jogador uma maior precisão e nitidez essenciais para quem joga a um ritmo alucinante. Com a redução de efeitos como ghosting e blurring, a experiência torna-se assim mais fluída.

LG 38UC99 usb hdmi o futuro é mac tiago peixinhoO facto de ser um ecrã com USB-C permite outras funcionalidades que não são esperadas num produto semelhante.  Com duas portas USB 3.0 sendo uma porta USB 3.0 Quick Charge, o carregamento de periféricos é bastante mais rápido o que evita longas esperas para atingir uma carga completa.

Com isto, a LG está agora à prova no que toca a cumprir as expectativas, afinal de contas é reconhecida como  fornecedor de ecrã pa Apple. Porém a sua participação no processo de fabrico dos novos ecrãs é desconhecido e não poderá ser com a  produção a basear-se em sRGB pois a Apple está se a focar no protocolo P3. Este protocolo é óptimo para trabalho profissional pois é 25% ‘mais colorido’ e faz sobressair os tons azuis e verdes aproximando-se das cores reais. A própria resolução que é quase 4K não está bem lá onde a Apple já apresentou nos iMacs.

O que foi mostrado no IFA 2016 é um mero teaser e os prosumers irão olhar para a Apple  em busca de um monitor que complete as suas expectativas e com suporte a múltiplas interfaces como no LG. Não é de se esperar que o ecrã da Apple seja curvo até porque o modelo da LG chega a ser quase uma prova de concretização de conceito para o universo conectável USB-C como um monitor para desktop.

Se o dia 7 não trouxer novidades nesta área por parte da Apple, poderemos tomar o 38U99 como o exemplo para os ecrã de topo enquanto o ligamos ao nosso MacBook.

O  38U99 já se encontra disponível para encomenda por $1500  com duas cores à escolha.

Deixar uma opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s